Publicações na Revista Brasileira de Economia e na Revista Conceito Jurídico

O artigo “Elections, Heterogeneity of Central Bankers and Inflationary Pressure: The case for staggered terms for the president and the central banker“, co-autorado com Fábia Carvalho, acaba de ser publicado na Revista Brasileira de Economia.

O artigo mostra, por meio da análise de um modelo de economia política positiva, que a indicação de um novo presidente do Banco Central quando um novo presidente da república toma posse transfere para a política monetária a incerteza política oriunda do processo eleitoral. Portanto, não basta dar independência ao Banco Central, mas é também necessário que os mandatos do presidente da república e do presidente do Banco Central sejam intercalados para que se possa reduzir a pressão sobre a moeda nacional em período eleitoral.

Leia abaixo o resumo (e o abstract) do trabalho:

Resumo

Este artigo analisa um modelo de sinalização da política monetária quando as metas de inflação não são definidas pela autoridade monetária. A principal conclusão da solução do modelo é que uma maior dispersão ex ante nas preferências dos banqueiros centrais, referida como heterogeneidade na orientação política, aumenta o custo de sinalização do compromisso com as metas de inflação. O modelo permite a comparação de dois arranjos institucionais distintos em relação à posse no cargo do banqueiro central e do chefe de governo. Concluímos que mandatos escalonados produzem equilíbrios superiores quando ciclos de negócios políticos oportunistas podem surgir nas eleições presidenciais. Isso é consequência da redução da assimetria de informação sobre política monetária e dá suporte teórico à prática observada de mandatos escalonados entre bancos centrais independentes.

Abstract

This paper analyzes a signaling model of monetary policy when inflation targets are not set by the monetary authority. The most important implication of the model’s solution is that a higher ex-ante dispersion in central bankers’ preferences, referred to as heterogeneity in policy orientation, increases the signaling cost of commitment to inflation targets.  The model allows for a comparison of two distinct institutional arrangements regarding the tenure in office of the central banker and the head of government. We find that staggered terms yield superior equilibria when opportunistic political business cycles can arise from presidential elections. This is a consequence of a reduction of information asymmetry about monetary policy and gives theoretic support to the observed practice of staggered terms among independent central banks. 

Keywords: Elections, inflation targeting, exogenous inflation targets, credibility, central bank heterogeneity, opportunistic political business cycles on inflation, staggered terms.

JEL Classification: E52, E58, C72

Leia o artigo inteiro aqui, ou ainda aqui.

***

Também neste mês de dezembro foi publicado o artigo “Leilões: A Teoria dos
Jogos e o Prêmio Nobel de Economia de 2020
” na Revista Conceito Jurídico.

O artigo explica as principais contribuições dos professores Robert Wilson e Paul Milgrom que lhes conferiram o Prêmio Nobel de Economia de 2020.

Leia o artigo completo aqui.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s